Aprendendo com o Mestre - parte Final

28 Janeiro 2016 By In Artigos
Avalie este item
(5 votos)

O preparo e desempenho do professor da EDpreparo da ebdeditado

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim” (Jo 14.6)

TERCEIRA PARTE

E. Desafios à Educação Cristã nestes últimos dias 
Avisos da Palavra de Deus sobre a precaução da Igreja ante os males dos últimos dias contra ela: “E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade” ( 2 Pe 2.1,2); 2 Tm 3.1-5; At 20.20; e “mas o Espírito expressamente diz que,nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios” (1 Tm 4.1).1

1. O desafio a derrocada dos a1icerces espirituais, morais e sociais por toda parte.
SI 11.3 “ verdade, que já os fundamentos se transformam; que pode fazer o justo? Alguns desses alicerces ou fundamentos: 
• O alicerce da fé em Cristo (Lc 18.8). “Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Quando, porém, vie o Filho do Homem, porventura, achará fé na terra”?
• O alicerce da doutrina cristã segundo a Bíblia (Tt 2.7). “Porque convém que o bispo seja irrepreensível como despenseiro da casa de Deus” Cuidemos primeiro da fé (Rm 1. 17b)”, mas igualmente da doutrina , como está revelado em 1 Timóteo 4.6. “Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo criado com as palavras de fé e boa doutrina que tens seguido. 
• O alicerce da santidade; da retidão; da justiça; do direito; da integridade; da honestidade (Hb 12.14; 2 Co 7.1). “Segui a paz com todos e a santifi cação, sem a qual ninguém verá o Senhor”. 
• O a1icerce da preservação das convicções bíblicas e cristãs, primeiro quando ao Senhor Jesus Cristo. “Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho, porque eu sei em quem tenho e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele Dia” ( 2 Tm 1.12 “porque eu sei em  quem tenho crido”; não em que tenho crido. 

2. O desafio da ortodoxia bíblica e cristã do próprio ensinador. 
1 Co 4.6 “ aprendais a não ir além do que está escrito”. “E eu, irmãos, apliquei essas coisas por semelhança, a mim e a Apolo, por amor de vós, para que, em nós, aprendais a não ir além do que está escrito, não vos ensoberbecendo a favor de um contra outro” 

3. O desafio do relativismo moral, humanista e fi losófico, hoje presente por toda parte, sem ser notado, nem contestado. 

Relativismo infi ltra-se hoje no lar, na escola, na igreja, nas profissões, no Governo em geral, na administração pública e privada, e na vida relacional do indivíduo. (Relativismo é uma teoria moral filosófica afirmando: 
(1) Que tudo na vida é contextual; 
(2) Que tudo é relativo e variável;
(3) Que tudo depende dos fins em vista
(4) Que nada nesta vida é absoluto.

(Isto é, as realidades morais, éticas, cristãs científicas etc., variam conforme a época, o lugar, a finalidade e o povo).

1. O desafio do constante surgimento de movimentos religiosos heterodoxos quanto a fé e a doutrinas cristãs, segundo a Bíblia.
É o secularismo dentro da igreja, que na linguagem prática é o mundanismo no viver diário dos membros da igreja. Não estamos falando de contextualização no sentido de adequação da igreja aos recursos da moderna tecnologia; a modernidade. Não. Estamos falando da absorção pela igreja, da filosofia de vida do mundo incrédulo, sem Deus. 

F. Alertas ao Mestre Cristão
1. Mestres, doutores, teólogos, escritores, professores e filósofos da Igreja têm causado quase todas as divergências, cisões, lutas e diversões na Igreja, desde os primeiros séculos.
O Educador cristão precisa tomar cuidado com isso, para ele não ser mais desses. 

2. A Palavra de Deus adverteaos que sabem: “a ciência incha”
Ora, no tocante às coisas sacrifi cadas aos ídolos, sabemos que todos temos ciência. A ciência incha, mas o amor edifica (1 Co. 8.1) . 1 A ciência significando o conhecimento, o saber.; i O mestre cristão, bem como outras pessoas da igreja, dotadas de conhecimento sistemático têm uma forte tendência para  o orgulho, a presenção, a auto-suficiência e a autodependência. O educador cristão precisa sempre tomar cuidado com isso. 

3. O mestre cristão precisa sempre lembrar-se que ciência (=conhecimento) não é exatamente o mesmo que sabedoria.

• Moises, no princípio, era “instruído em toda a ciência dos egípcios” (At 7.22), conteúdo segundo o relato Êx 18.12-27, fa1tou-1he sabedoria para liderar e cuidar do povo de Deus junto ao Monte Sinai. Essa sua falta de sabedoria abrangia: local, modo, e horário de atendimento ao povo, e também sabedoria quanto a auxiliares necessários ao atendimento ao povo.
• O mestre cristão- precisa saber que ,conforme a profecia de “E tu, Daniel, fecha estas palavras e sela este livro, até ao "fim do tempo" muitos correrãode uma parte para a outra, e a ciência se multiplicará” (Dn12.4), neste. "tempo do fim" haverá  multiplicação da ciência, E da tecnologia, mas não multiplicação d a sabedoria. 

O Educar cristão precisa tomar cuidado consigo mesmo quanto a isso.

4. O educador cristão, não deve jamais prescindir do poder de Deus na sua vida e no seu ministério 
Nesse sentido, o exemplo de Jesus ao ensinar: Lc 5.17; Mt 7.29; Lc 6.6-10. Jesus estava ensinando nos casos aqui mencionados, mas o poder de Deus estava bem presente para operar entre os ouvintes. 

O Educador cristão deve seguir os passos de Jesus também aqui.  

1. O mestre refletir devidamente no que afirmou Jesus em João 8. 
Não é o conhecimento da verdade divina que liberta, e sim a própria verdade, que é Jesus. “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim (Jo 14.6) O conhecimento da verdade divina e um meio de conduzir-nos a ela. Ha muitos que conhecem a verdade bíblica, mas vivem confusos dominados pelo mal. Jesus mesmo é que é a Verdade que liberta. “O Mestre Cristão não deve perder de vista este fato” 

2. O mestre cristão, certamente já observou que em muitas igrejas da atualidade, quase tudo é “light”. 
Evite entrar: por este caminho de falsa liberdade (2 Pe 2.19). “Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo” Trata-se dei modernismo religioso; modernismo espiritual. É doutrina "light",  vida cristã “light”; adoração “light”; porte pessoal “light”; pastor “light”; templo “light”; música “light” etc. O Mestre Cristão deve precaver- se para também não ser “light”. 

 

Ler 2926 vezes Última modificação em Quinta, 28 Janeiro 2016 14:24
Antonio Gilberto

Mestre em Teologia; Licenciado em Pedagogia e Letras; Psicólogo; Membro da Academia Evangélica de Letras; Membro da Casa de Letras Emílio Conde; Autor do livro Manual da Escola Dominical, A Escola Dominical entre outro, todos editados pela CPAD; Comentarista da Revista Lições Bíblicas para Jovens e Adultos da CPAD; Consultor Doutrinário e Teológico da CPAD; Membro da junta diretora da Global University, em Springfield – Missouri/EUA.

Contatos

Casa Publicadora das Assembleias de Deus

Av Brasil, 34401 - Bangu / RJ

  • (21) 2406-7373

Newsletter

Preencha os campos abaixo e receba nossas ofertas e novidades por e-mail.

Redes Sociais

Estamos nas Redes Sociais. Siga-nos e entre em contato.

 

facebook instagram twitter youtube google

 

Você está aqui: Home Artigos Aprendendo com o Mestre - parte Final